sábado, 12 de janeiro de 2013

CRÍTICA TEATRAL - " O HUMOR BRASILEIRO ESTÁ VIVO"



O humor brasileiro está vivo

Rodrigo Sant`Anna está ótimo em “Comício Gargalhada”, provando que o humor brasileiro não se foi com Chico Anysio. O espetáculo, um show de stand up comedy, trata da apresentação dos diversos personagens, todos pedindo os votos do público para uma suposta eleição. Explicando o título, a candidatura é o mote que os une em suas diferenças. Nelas consiste o talento do comediante, que ficou conhecido por suas participações no programa Zorra Total da Rede Globo. 

Adelaide, mais conhecida como “Cinquenta Centarro”, é a primeira personagem que surge, vinda do público. É uma mendiga que pede dinheiro e votos para o público, contando a sua história. Ao longo da apresentação surgem outras figuras, como Vanderley das Almas (um paranormal que sente o espírito das personagens de novelas já falecidas), Sara Menininha ( uma cantora de axé), Juarez ( um frango de padaria), o Homossexual Obeso, além de Adimilson e Valéria, esses dois últimos já bastante conhecidos. As piadas, sem positivamente um exagero apelativo, o que seria ruim, exibem uma intensa pesquisa no universo popular principalmente no subúrbio carioca. No texto de cada personagem, está visível as mazelas da cultura brasileira: o preconceito, a valorização do sexo, o machismo, a corrupção. Os quadros são rápidos, de forma que o ritmo se mantém ágil e vibrante. 

Bem dirigido por Thalita Carauta, “Comício Gargalhada” é uma produção simples. Não há cenário e os figurinos são, em sua maioria, vestidos diante do público mesmo (o ator conta com a ajuda de um contrarregra, seu pai). Nos intervalos entre quadros, Rodrigo Sant`Anna conversa com o público contando detalhes de sua vida, de seu passado, da convivência familiar, de sua intimidade. O resultado é que o espectador percebe em cada construção uma motivação que pertence, ou talvez pertença, ao universo particular do intérprete. 

Com excelente uso da voz e do corpo, Rodrigo Sant`Anna apresenta boas pausas, ótima entonação, carisma e faz profícuo diálogo com o público. Em cartaz no Theatro Net Rio, a peça é um bom programa para o riso despretensioso, fácil e não menos valoroso. 


*

FICHA TÉCNICA 

Texto e Interpretação: Rodrigo Sant’Anna 

Direção: Thalita Carauta 

Nenhum comentário:

Follow by Email

Para Rodrigo, com carinho...


SOU MUITO FÃ DO RODRIGO SANT'ANNA.
O próprio já está CARECA de saber...
É muito estranho essa coisa de "tiete", né ?? Pelo menos para mim, pois no alto dos meus 30 e trá-lá-lá isso tudo é NOVIDADE...Nunca fui fã fervorosa de artista...
Tudo começou muito devegarinho...fui substituindo algumas coisas que não estavam muito "bacanas" na minha vida pelo bom humor dos personagens do Rodrigo, e a terapia do riso surtiu efeito. Para encurtar esta longa história : ele passou a ser meu pé-de-coelho !!!
Logo surgiu uma curiosidade natural de conhecer e saber mais sobre o ser humano por trás dos geniais personagens que ele cria e interpreta, foi então que realmente virei FÃ !!!

VALÉRIA,ADMILSOM, ADELAIDE,...todos que existem e ainda virão, que sejam muito bem - vindos : Nossa SAÚDE e HUMOR agradecem !

Mas o Rodrigo...é desse querido que quero falar:

Só quem já pôde ter algum contato com ele ...só quem já pode abraçá-lo, chegar perto dele, perceber a atenção ou o olhar profundo de carinho e gratidão poderá finalmente entender o motivo de tanto sucesso.
SIMPLES, ACESSÍVEL E ACOLHEDOR... Em se tratando de um artista , torna-se inevitável que tantas virtudes transbordem para os personagens ,imprimido tanta verdade e literalmente APAIXONANDO o público e nos fazendo assim...tão felizes !!!
Sim, me rendi...

De minha parte, eu só tenho à dizer:
OBRIGADA!!!!

( e ainda bem q pude dizer pessoalmente )


Rodrigo;
Cada postagem deste BLog é carregada de amor e MUITA energia POSITIVA!
Beijo Enorme...assim do tamanho do teu coração!

Alessa Porto






Poucos atores dessa nova geração de humoristas sabem fazer graça com tanta propriedade e sensibilidade. Rodrigo capta trejeitos miúdos, jeitinhos de falar, expressões e constrói personagens redondos. Não falta nada em Adelaide (assim como não falta em Valéria), das roupas ao modo como ela fala, a personagem reúne todas as características de quem Rodrigo pretende retratar. E dá gosto de assistir. Maurício Sherman, diretor do 'Zorra Total', que já revelou talentos como Katiuscia Canoro e Thalita Carauta, deve agradecer todos os dias por ter convidado Rodrigo para participar da atração. A aposta deu certo e o 'Zorra' tem reconquistado a audiência escassa dos sábados à noite.
Obrigada por Valéria, Adelaide e pelo que ainda está por vir, Rodrigo. A gente só quer que 'Deus te dê tudo de muito bom', que 'Ele ilumine cada canto dos seus caminhos' e que 'te dê em dobro' todas as risadas que você nos dá! Vida longa à sua criatividade!

colunaheloisatolipan@gmail.com